Cinemateca de São Paulo

Vai construir ou renovar seu site? 11 4116-2844

z65

A cinemateca de São Paulo, foi construída para ser um matadouro no bairro da vila Mariana,inaugurado em 21 de junho de 1887,  foi escolhido para substituir o antigo matadouro de Humaitá, que ficava no Largo da Pólvora,  e que por questões de insalubridade, área insuficiente e localização, não estava mais comportando a empresa no antigo local.

O bairro da vila Mariana foi então escolhido, porque estava próximo a já projetada linha de bondes que ligaria o centro ao bairro de Santo Amaro. A edificação do prédio ficou a cargo do engenheiro alemão Alberto Kuhlmann, vencedor do concurso. O matadouro funcionou naquele local por 40 anos e foi desativado em 1972 pelas mesmas razões de seu antecessor.

z53

A partir de 1992, começou a funcionar como sede da Cinemateca Brasileira, que é a responsável pela manutenção, conservação e divulgação do acervo audiovisual brasileiro, contando com 200 mil rolos de filmes, que correspondem a 30 mil títulos de filmes, além de possuir também um amplo acervo de documentos, formado por livros, revistas, roteiros originais, fotografias e cartazes.

z67A cinemateca foi inspirada na Cinematheque Francaise, pelo então bacharel em filosofia, Paulo Emilio Salles Gomes, que conheceu o museu francês em sua temporada na Europa.

z70

A cinemateca desenvolve um trabalho cinematográfico importante junto ao público, com a realização de festivais e mostras de filmes inéditos, palestras, cursos, pesquisas artísticas, exposições, produção e edição de livros, além da captação de recursos junto à prefeitura de São Paulo, para restauro de filmes e, a digitalização de obras.

z69

Estão aos cuidados da cinemateca as imagens da primeira e, já extinta emissora de televisão do Brasil, a saudosa TV Tupi, que tantas saudades nos trás.

A cinemateca fica situada no Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino

Visitação: das 9.00h às 18.00h todos os dias da semana.

 

Fonte de pesquisa: Faculdade de arquitetura de São Paulo, Departamento cultural do estado de São Paulo.

Amaranto

Postado e fotografado pelo nosso fotógrafo colaborador Fábio Ribas Innocêncio